Lernu

lernu!

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Saneamento Básico, O filme...

É uma comédia... Não, um filme sobre fazer cinema... Não é uma comédia sobre fazer cinema...
Bom, sei lá... É leve, divertido, sensível e extremamente inteligente. Não dá pra dizer quem está melhor. A Fernandinha, como sempre, brilha.. O Paulo José dá um show a parte...
Claro que eu não vou contar a história, senão perde a graça. Mas quem espera um daqueles filmes engajados, no sentido estrito, esqueça. Esse é um engraçadíssimo filme sobre arte (e sobre esgoto...). Imagina dois casais que, de uma hora pra outra, têm que fazer um filme... isso tudo numa cidadezinha do interior do Rio Grande do Sul, habitada por descendentes de imigrantes italianos.
Assisti no cinema Odeon, na cinelândia, e deu pena quando o filme acabou. Já deve estar chegando às locadoras e eu com certeza vou assistir de novo!

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

A Viajante do Tempo

Este é um daqueles livros pequeninos (736 páginas...) que você não consegue parar de ler. A história é surpreendente: Uma mulher do pós 2ª Guerra volta misteriosamente no tempo para a Escócia do séc XVIII.
Até aí tudo bem... Seria uma trama básica de literatura fantástica, não fosse pelo modo como o livro é escrito. Nada de grandes sofisticações literárias, artíficios e sei lá mais o que... O dia a dia das highlands é bem utilizado pela autora e prende a sua atenção, como numa novela. Eu me senti lendo um daqueles livrinhos pra meninas, leve, descontraído.. Nota-se que ela fez pesquisa! Fiquei torcendo pelo romance e morrendo de raiva do vilão!
Na verdade esse é o piloto de uma série de cinco livros. E eu, finalmente, consegui os outros livros da série em formato ebook. Estou começando agora a ler o segundo livro.

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

O Físico, Noah Gordon




Sabe aquele livro que voce vê na livraria, acha a capa atraente, dá uma folheada e fica com vontade? Aí vc descobre que é caro...
Pois é. Foi assim. Há muito tempo queria ler esse livro. Finalmente encontro-o no grupo de livros virtuais. O livro é graande! Mas vale cada momento!
Uma história passada no século XI, sobre um médico inglês, desde a infância. O que eu mais gostei do livro foi a abordagem da intolerância religiosa. O herói, cristão, finge ser judeu para poder estudar em uma escola de medicina na Pérsia. Dessa forma, entra em contato com os costumes, as línguas, os medos e belezas das religiões islâmica e judaica. Na verdade esse é o primeiro volume de uma trilogia sobre uma família de médicos.
Quando eu ler o segundo volume, O Xamã, eu conto.

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Política, de Adam Thirlwel
Que surpresa agradável! Passeava eu na Livraria da travessa da Rio Branco, no Rio, quando encontrei numa banca de promoções esse livrinho. Não sei bem o que me atraiu nele... A capa não tem graça nenhuma, o autor não me era conhecido... Mas pronto, comprei. Devorei o livro! Incrível como é bonito, humano.. simples... Mas a surpresa maior foi, lendo as informações complementares, que descobri que o autor escreveu/registrou o copyrigth aos 23 anos!!!!!
Recomendo, pelas bas gargalhadas e pelos momentos de pura e sincera emoção que o livro passa.

Livros... No PDA!

Essa história de ler livros no PDA é simplesmente maravilhosa. E pensar que tudo começou absolutamente por acaso: Eu jamais compraria um Palm ou Pocket PC antes... Considerava um desses brinquedos de luxo, uma maneira de esbanjar dinheiro... Essas coisas. Um belo dia, um amigo que andava sempre com um velho Palm pra cima e pra baixo, abandonou o bichinho num canto porque estava com defeito. Eu, curioso que só, fucei e descobri que bastava calçar a pilha... Meu amigo, que havia inventado o defeito como desculpa para comprar um mais novo, me deu o velhinho de presente. Bom, de graça... Comecei a colocar livros que encontrava na internet e pronto: Num instante li tudo que ficava olhando nas livrarias, aqueles livrinhos de consumo, que voce sempre pára pra pensar se vale a pena gastar 45 reais pra ler... Assim li tudo do Dan Brown, li vários do Harry Potter...
Agora tenho um Pocket PC, Dell, uma pequena maravilha...
Acabei de ler O Físico, Noah Gordon (maravilhoso, inteligente qualquer hora escrevo um post só pra ele) e estou lendo o segundo livro da trilogia Eragon (que aliás o filme estragou!).
Ah... Aqueles que alegam que os livros eletrônicos diminuem a venda de livros, na minha opinião estão enganados! Observei que passei a COMPRAR mais livros. Na verdade, é mais fácil presentear as pessoas com livros de papel, claro... E nada melhor do que presenteá-las com algo que voce já leu, já conhece... Além disso, acho que ler é meio compulsivo... A facilidade de ler em qualquer lugar me reacendeu esse velho hábito. Agora compro mesmo os livros em papel, tipo compra por impulso, quando estou numa livraria e vejo algo que me interessa.